/> CASAMENTO, TIRANDO AS MÁSCARAS (1a Parte) - BLOG DESPERTAI

SAÚDE

CASAMENTO, TIRANDO AS MÁSCARAS (1a Parte)


“Se revelar é a melhor forma de se deixar conhecer para construir uma parceria conjugal saudável.”
Você já ouviu falar no “eu cego” e no “eu secreto”? O “eu cego” é tudo aquilo que o seu cônjuge vê em você que você não consegue enxergar, e o “eu secreto” é tudo o que você esconde do seu cônjuge por trás de algumas máscaras. Falar sobre máscaras que precisam ser tiradas é fundamental, porque é impossível construir uma parceira conjugal saudável e uma conexão honesta quando não temos coragem de revelar o nosso verdadeiro eu. Tirar as máscaras significa mostrar quem se é de verdade.

A maioria das pessoas esconde alguma coisa, principalmente do cônjuge. As vezes escondemos fatos do passado, ou mentimos sobre nossas esperanças para o futuro ou então disfarçamos sentimentos e emoções importantes. Alguns escondem seus fracassos, outros, seus temores, e outro ainda tentam ocultar os cabelos brancos ou a celulite. Alguns escondem um vício, o habito de ver filmes pornográficos. Alguns escondem suas dívidas e outros, seu dinheiro. Responda com sinceridade: Quanto da sua intimidade você está preparado para revelar? Quanto de sua personalidade você mostra e quanto você esconde? A sua resposta para estas perguntas pode revelar quais são algumas máscaras que precisam ser tiradas.

AS MÁSCARAS ATRAPALHAM A CONEXÃO ENTRE O CASAL. O relacionamento conjugal não é estático. Esta sempre se movendo, seja na direção de uma conexão mais profunda, seja na direção do afastamento. Os sentimentos e os fatos que decidimos ocultar do nossos cônjuge alimentam o motor do distanciamento; os sentimentos e os fatos que estamos dispostos a compartilhar nos aproximam mais. Essa é a matemática básica de um relacionamento amoroso e por isso é vital aprendermos a deixar de lado nossas máscaras. Se quisermos construir uma parceria sólida não temos outra opção.

TODAS AS MÁSCARAS TEM UM CUSTO EMOCIONAL. Isto não significa que você não tenha direito de ter segredos. Algumas coisas não devem ser compartilhadas, outras não estão prontas para serem divididas. Mas todo segredo tem um custo emocional oculto, que é cobrado diretamente da sua experiência de parceria. A medida que os segredos se acumulam, a sensação de distanciamento se intensifica. Quando muitos segredos são ocultados, eles passam a atuar como paredes. Você não pode esconder partes de si mesmo e esperar que isso não causa nenhum impacto no seu relacionamento. O relacionamento conjugal dever ser um ambiente com grande potencial de intimidade.

Todos nós devemos tirar as máscaras, porque elas tem o poder de nos levar ao isolamento, o que é prejudicial em todos os aspectos.
por Josué Gonçalves