/> SER MARIDO AMANTE. - BLOG DESPERTAI

SER MARIDO AMANTE.


Basicamente são quatro as circunstâncias que acabam encorajando uma mulher casada a ter um “outro homem” na sua vida.
São elas:
-Vingança;
-Baixa auto-estima (carências emocionais não supridas);
-Oportunidade;
-Curiosidade;
-Desvio de caráter.
Diante disso é possível “blindar”, criar uma camada de proteção, para o relacionamento, de modo a não permitir que ele venha a ser mais um caso de divórcio em virtude de um adultério.
Para os evangélicos, diria que há uma acomodação , uma permanência numa zona de conforto dos relacionamentos, sob a alegação intima de que uma vez cristão, agora não preciso mais me preocupar com a possibilidade de um adultério, visto que a santidade está em nós, e por sermos santos posso ficar tranquilo.

Para quem pensa assim, digo que aí que mora o perigo. Uma mulher em condições de vulnerabilidade é presa mais fácil para os lobos.
Tem sido muito grande o número de aconselhamentos que fazemos por conta de insatisfação sexual entre os cristãos. Alguns casos já vivendo o adultério, outros ainda não, mas que caminham para isso.
Imagem relacionada
Buscando informações sobre o que procura uma mulher cristã que arruma um amante teremos o seguinte:

-O amante é pessoa que ri mais com as amenidades da mulher;
-É bem humorado, quando se encontram os momentos são alegres,
-É mais agradável e simpático;
-Liga durante o horário de trabalho para dizer que está com saudade, fazendo com que se sinta importante.
-Manda flores depois de um encontro sexual;
-Fala coisas românticas e elogiosas;
-Mostra admiração pelo que ela faz;
-Não é ciumento e controlador;
-Não faz tantas exigências e críticas;
-Cria um clima emocional para os encontros sexuais.

-Faz sexo com mais qualidade ou quantidade.

Olhando esta lista veremos que não há nada tão extraordinário ou difícil de fazer.
Cônjuge que faz a sua parte, que cuida do outro dessa forma, estará “blindando” seu

relacionamento e neutralizando ou pelo menos minimizando a possibilidade de um adultério.
Às vezes os cônjuges, especialmente os homens, usam a arma errada para fazer essa “blindagem”.
Passam a controlar os passos do outro, proibir isso ou aquilo, no entanto o que é o mais importante acabam não fazendo, que é ser um amante de seu cônjuge.
Volte a namorar o seu cônjuge, volte a viver.

Sorria mais, transe mais.

Um forte abraço, no amor de Jesus.

Pr Ismael e Pra Cleire.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Recomendado Para Você